É aquela coisa. Aquela velha história: você compra um computador novinho em folha e, ao longo do tempo, ele vai ficando lento. Programas começam a travar e/ou carregar mais lentamente.

O Windows começa a iniciar de forma mais demorada, tudo parece ficar mais lento, e muitos usuários chegam até mesmo a entrar em desespero.

Bem, existe uma solução para estes casos. Uma solução que até pouco tempo atrás era um tanto quanto cara, mas que hoje pode implicar em gastos abaixo de duzentos reais por máquina.

O SSD

Um SSD, ou “Solid State Drive” (Disco de Estado Sólido), é uma unidade de armazenamento sem partes móveis. Trata-se de uma espécie de “evolução” dos HDs tradicionais (os quais contêm partes móveis), o qual é construído em torno de um circuito integrado semicondutor, que é onde ficam armazenados os dados.

Não temos nada magnético em um SSD, e a unidade pode fazer com que um computador inicialize muito mais rapidamente. Diversos testes, aliás, apontam que um SSD pode ser até 10 vezes mais rápido do que um disco rígido convencional.

Geralmente, quem possui um SSD de 120 ou 240 GB, instala o sistema operacional no mesmo e conta com um outro disco no mesmo computador (pode ser um HD tradicional) para o armazenamento de arquivos e/ou instalação de softwares menos utilizados.

SSD

E até mesmo softwares e programas instalados no SSD são carregados e funcionam muito mais rapidamente: perceba que a velocidade no que diz respeito às tais Unidades de Estado Sólido pode ser obtida em diversos quesitos e áreas.

Muitos usuários geralmente se assustam bastante, quando instalam um SSD em seus PCs: a inicialização do Windows, por exemplo, acontece em poucos segundos, diferentemente do que ocorria quando o OS estava instalado em um disco rígido convencional.

Além disso, um SSD pode garantir mais alguns anos de vida útil a diversos computadores por aí, devido à velocidade extra proporcionada, sem contar que tais unidades consomem menos energia, o que é bastante louvável.

A Kingston e o SSD

A Kingston Technology é uma empresa com sede em diversos países, e fabrica memórias e outras soluções de tecnologia. A empresa produz, obviamente, vários tipos de SSD, e conta com modelos disponíveis em lojas varejistas do país, com preços à partir de R$ 159,90.

É muito barato, se levarmos em consideração a alta velocidade obtida à partir da instalação da unidade (digo isto por experiência própria).

Iuri Santos, gerente de tecnologia da Kingston, disse o seguinte:

Adotar um disco de estado sólido e aumentar a capacidade da memória são duas opções fáceis e econômicas para aumentar o desempenho de um PC ou notebook. A troca de memória já faz parte da rotina do usuário, e com o preço mais acessível a tendência é que o SSD também se popularize como opção ao disco rígido tradicional.

SSDs de nível de entrada da Kingston são 10 vezes mais rápidos do que um disco rígido giratório, proporcionando um acesso mais rápido a programas e arquivos. Nossos SSDs também oferecem o benefício do aumento na capacidade de armazenamento com unidades de até 7,68TB“.

Finalizando

Tenha você um computador novo ou um mais antigo, “capengando”, saiba que ao instalar um SSD no mesmo você só tem a ganhar. Velocidade, desempenho e economia de energia.

Velocidade

SSDs, além disso, utilizam memória NAND Flash, a mesma utilizada em smartphones e pendrives, e não possuem partes móveis mecânicas.

Todas as informações são armazenadas digitalmente, e eles são mais resistentes a quedas, além de serem capazes de operar em temperaturas mais altas que um HD comum. Isto sem contar com menores níveis de ruído e consumo energético.

Posso garantir a você: vale muito a pena utilizar um SSD.