Publicado originalmente no XboxPlus.net .

Valheim tem ocupado uma certa parcela de meu tempo, e sou obrigado a dizer que o survival da Iron Gate Studio é verdadeiramente imperdível (pelo menos para os amantes do gênero). E a jornada com vistas à derrota de Vegvisir Eikthyr ocupou grande parte de meu tempo in-game, até hoje pela manhã.

Vegvisir Eikthyr, ou simplesmente Eikthyr, é o primeiro chefão do jogo. A menos que o jogador o derrote, várias coisas estarão fora de seu alcance, incluindo aí o acesso a equipamentos e armas melhores. Isto sem falar, é claro, em algumas dungeons repletas de perigos que são liberadas logo após o combate (caso você saia vitorioso, obviamente).

Valheim - Eikthyr

Combatendo Eikthyr

Eu já relatei os perigos de Eikthyr, aliás. O grande cervo, capaz de lançar contra seus oponentes ataques elétricos (quando finalmente invocado), também “possui” e envia diversas criaturas da floresta contra o personagem do jogador.

São momentos geralmente bastante tensos, os quais contam também com uma trilha sonora bastante tensa. Isto tudo acontece geralmente à noite, mas confesso que já fui atacado por tais seres durante o dia, uma ou outra vez.

Valheim

É importante dizer que, para ser capaz de encarar o primeiro boss do game, o jogador deve antes de tudo realizar algumas expedições a fim de obter elementos para o aprimoramento de sua bancada de trabalho, item necessário para a fabricação de grande parte das armas e de toda a indumentária de seu guerreiro viking.

Mas vamos por partes.

Construindo a bancada de trabalho / workbench em Valheim

Para encarar (e derrotar) Eikthyr você deve pelo menos (são minhas recomendações pessoais, veja bem) contar com um escudo de madeira e também com um machado com ponta de sílex. Um elmo de couro e upgrades nas vestimentas também são muitíssimo bem vindos (tudo através de processos de crafting na bancada), aliás.

Além disso, é sempre bom atualizar a workbench / bancada de trabalho em sua residência, até o nível 3 (o máximo permitido até o presente momento).

Mas para que tudo isto seja possível, você deve antes de qualquer coisa construir um abrigo, uma residência, uma casa, por mais rudimentar que seja.

Caso contrário, a construção da bancada permanece bloqueada (sua fabricação tem como pré-requisito um teto). Você também pode, obviamente, utilizar alguma estrutura já existente (como restos de construções, velhas ruínas carcomidas pelo tempo, etc) como ponto de partida (ou até mesmo como habitação provisória). Vai de seu estilo de jogo e /ou de suas ambições.

Valheim

Bem, mas para a construção de sua primeira bancada, será necessário fabricar um martelo, e para criar tal ferramenta, são necessárias duas unidades de pedra e 3 de madeira.

Pedras são encontradas quase que em todo lugar de nosso grande mundo gerado de forma procedural, enquanto que a madeira deve ser obtida através da coleta de galhos espalhados em meio às florestas de Valheim, ou então através da derrubada de árvores (o modo mais vantajoso).

Valheim

Para derrubar árvores, você precisa pelo menos de um machado com ponta de pedra, e para a fabricação do mesmo, bem, são necessárias 5 unidades de madeira e 4 de pedra. Simples assim, e tudo acessível através do menu de crafting que é aberto quando a tecla TAB é pressionada.

O martelo é a ferramenta primordial do construtor em Valheim, servindo inclusive para que estruturas enormes sejam erguidas, tais como, por exemplo, residências e salões, além de paliçadas e outras estruturas ligadas à defesa de nossos domínios.

Valheim

Tão logo você fabrica seu martelo, já é possível construir sua primeira bancada (nível 1). Para isto, basta utilizar/acionar o martelo (arraste-o de seu inventário – TAB – para um dos 8 slots disponíveis para acesso rápido, e utilize a hotkey que o ativa).

Valheim - Workbench - Bancada

A seguir, sob algum teto, preferivelmente em alguma habitação construída por você (também através do uso do martelo), construa então sua bancada de trabalho / workbench, valendo lembrar que para a construção da mesma, são necessárias 10 unidades de madeira.

Obs: vale também lembrar que armas e equipamentos se desgastam com o tempo e conforme são usados, e é também na bancada que você os conserta, gratuitamente, sem necessitar de recurso algum.

Valheim

Obs 2: Valheim conta com suporte ao Steam Cloud, ou seja, seus saves permanecem armazenados na nuvem. Entretanto, para evitar problemas com qualquer tipo de “evil world-destroyer” bug, faça backups regularmente dos mesmos, conforme expliquei neste artigo.

Atualizando sua bancada de trabalho

É necessário atualizar a bancada de trabalho de tempos em tempos, até mesmo para ganhar acesso a novas receitas de crafting, para conseguir, obviamente, armas e equipamentos melhores.

Para “subir” a bancada de nível, digamos, para o nível 2, você deve construir um cepo próximo a ela. Para a construção de tal item, são necessárias 10 unidades de madeira e 10 unidades de sílex, o qual é encontrado próximo a rios e lagos, dentro d’água ou perto da margem.

Obs: é bem fácil sílex tão logo você chega próximo à água: trata-se de rochas brancas (e bastante duras), alongadas e um tanto quanto brilhantes.

Construído o cepo, sua bancada é atualizada automaticamente para o nível 2, o que automaticamente garante novos itens/receitas para crafting.

Atualizar a bancada para o nível 3, por sua vez, exige a construção de um suporte de curtume (também perto dela), e para sua construção, são necessárias 15 unidades de sílex, 20 fragmentos de couro, e 5 unidades de pele de cervo.

Combatendo Eikthyr

Bem, aqui as coisas se complicam um pouquinho, mas não se trata de nada muito difícil. Para obter couro (fragmentos), você deve caçar javalis, principalmente, munido de seu machado. Estas criaturas podem ser encontradas em meio aos prados, próximas às florestas, e em locais similares. É bem fácil encontrá-las, valendo a pena lembrar que elas não são nada amistosas.

Já no que diz respeito às peles de cervo, é necessário caçar tais animais através do uso de um conjunto de arco e flechas, item disponível para crafting, neste ponto, em sua bancada de trabalho.

Acontece que os cervos são bastante “sensíveis”, digamos, e fogem rapidamente tão logo detectem nossa aproximação e/ou qualquer barulho estranho (opte por andar agachado/furtivamente, ou então por caminhar, quando estiver caçando-os).

Obs: um arco rudimentar exige, para sua construção (na bancada de trabalho), 10 unidades de madeira e 8 fragmentos de couro. Não se esqueça também de fabricar as necessárias flechas – as quais exigem madeira, para sua produção.

Eikthyr

Obtidos os materiais necessários, você já pode construir seu curtume, através de um processo quase que idêntico ao da construção do cepo. E, pronto! Sua bancada foi atualizada para o nível 3 (ponto em que estou agora – incluindo aqui o combate e a derrota de Eikthyr).

A oferenda e a luta contra Eikthyr em Valheim

Neste ponto, sugiro firmemente que você realize um backup de seus arquivos de save (conforme descrito acima), para o caso de algo “funesto” acontecer.

Acontece que, caso você saia derrotado da batalha, você morrerá, obviamente, e o respawn acontecerá em sua cama. Porém, seu personagem retornará ao purgatório viking desprovido de todo seu equipamento (incluindo roupas).

Além disso, parte do progresso será “perdido”, pois em Valheim, ao morrer, o personagem desaprende algumas das habilidades adquiridas ao longo do gameplay.

Trata-se de algo bem chato, e isto aconteceu comigo, devido a um enorme deslize. Acontece que uma vez derrotado Eikthyr, podemos fazer novamente a oferenda para sua invocação (sei lá porque).

E eu acidentalmente o fiz (um simples pressionar da tecla errada me levou à perdição), o que me levou, desta vez, à derrota, devido ao fato de meu personagem estar bastante cansado – exausto, na verdade, devido ao recente embate.

O que me restou, então, foi recuperar um save anterior e encarar Eikthyr pela terceira vez, pois eu não desejava de maneira alguma desaprender habilidades nem tampouco perder todo o equipamento que carregava comigo (você recomeça, na verdade, literalmente pelado).

Mas vamos voltar à luta contra o primeiro chefão de Valheim. Prepare-se bem, e não se esqueça de que para invocar Eikthyr é necessário oferecer dois troféus de cervo, itens que “dropam” de tais criaturas ocasionalmente, conforme as abatemos.

Opte por enfrentar Eikthyr durante o dia, após descansar em sua cama durante a noite, para que sua saúde e estamina estejam em níveis pelo menos satisfatórios.

Valheim

Adicione à barra de hotkeys, também (e coma alguns antes), cogumelos e framboesas. Adicione aí, também, para ser capaz de equipá-los durante o combate, seu escudo e seu machado de sílex. No meu caso, optei por utilizar aquele escudo alongado, o “escudo-torre de madeira”.

Vá, então, até o altar de Eikthyr e faça as devidas oferendas, na pedra central. O grande “cervo elétrico” aparecerá logo a seguir, e o combate terá início.

Derrotá-lo é bastante fácil: mantenha uma certa distância quando ele se eletrificar, e prefira atacá-lo em momentos mais adequados, sem a presença da tal energia mística.

Na verdade, como se trata de um primeiro boss, não é necessária muita estratégia, aqui. Simplesmente corra, bloqueie, role, fique de olho na estamina, se afaste quando ela se esgotar, ataque preferencialmente através da parte traseira da criatura, e assim por diante. Aliás, é interessante e muito bacana notar que Valheim, pelo menos até agora, não é um survival muito punitivo.

Valheim

Nas pedras de sacrifício…

O jogo, pelo contrário, simplifica muitas mecânicas, pelo menos quando o comparamos com outros títulos de sobrevivência existentes no mercado. Não morremos de sede, por exemplo.

Jamais ficamos desidratados, e mesmo a fome não é lá algo muito complicado de se lidar, até mesmo porque encontramos comida em abundância. Basta explorarmos adequadamente.

Valheim

Bem, uma vez derrotado Eikthyr, você obtém um troféu relacionado à criatura. São seus chifres, na verdade. Assim que isto acontece, você já pode se dirigir às pedras de sacrifício (local marcado no mapa – onde você iniciou o jogo), e fazer a devida oferenda aos deuses.

Feito isto, você ganha o poder relacionado ao chefão derrotado, o qual reduz temporariamente o gasto de vigor ao pular e ao correr (-60%). E Hugin, então, o corvo que lançou seu corpo no purgatório procedural de Valheim, lhe diz qual é seu próximo alvo.

Algumas considerações finais

Estou, no momento em que escrevo estas palavras, em meu 20º dia in-game. Já presenciei maravilhosas alvoradas e lindas noites, com um belíssimo céu estrelado sobre minha cabeça.

Estou, pouco a pouco, dominando minhas habilidades com o arco, e aprendendo a lidar com a física do jogo. Elementos como direção do vento e distância do alvo, por exemplo, influenciam fortemente a experiência e o sucesso ou não de nossas “empreitadas”. É sempre bom ficar atento a todos estes detalhes.

Porém, caçar e ouvir o farfalhar das folhas, enquanto me esgueiro em meio a densas florestas, bem como o barulho dos cervos, me “orientando”, me “chamando”: tudo isto faz parte de uma experiência e tanto. Algo certamente extremamente digno de nota, em um survival tão interessante, rico e belo.

Neblinas bastante densas também descem sobre nosso mundo, de vez em quando, e tudo isto torna Valheim ainda mais surpreendente e convidativo. A Iron Gate Studio certamente merece o sucesso que está fazendo com seu título de sobrevivência.

Eis aqui um survival que tem tudo para figurar entre os melhores do gênero. Recomendadíssimo!